Discursos inflamados e ausência do prefeito marcam primeira Sessão de 2019

por Mariana Vilas Boas publicado 06/02/2019 09h30, última modificação 28/02/2019 10h21

O Poder Legislativo cachoeirano iniciou os trabalhos do primeiro período de 2019 na última segunda-feira (04), em Sessão Ordinária presidida pelo presidente, Josmar Barbosa.

Na ausência do prefeito do município, o vice, Gevaldo Simões usou da palavra e iniciou seu discurso fazendo um apelo: "Vamos trabalhar com diálogo e entendimento pelo bem da nossa cidade". Dando continuidade, enfatizou algumas ações desenvolvidas pela gestão no ano de 2018.

No horário das representações partidárias, a vereadora Cristina Soares (PSB) reiterou seu compromisso com o podo cachoeirano, reivindicando as necessidades das minorias, além de enfatizar que "legislar não é fazer parte da base do prefeito". Angélica Sapucaia (PRTB), por sua vez, salientou que "vereador não consegue fazer nada sem o prefeito", além de fazer uma comparação entre a gestão passada e a gestão atual.

Cosme Carlos (PSL) externou preocupação com a cidade, citanDiscursos inflamados e ausência do prefeito marcam primeira Sessão de 2019do a necessidade de verificar a situação da Barragem Pedra do Cavalo, além dos casarões abandonados e da poluição do Rio Paraguaçu. O vereador Cristiano Alves (PSDB) afirmou que deseja que em 2019 o poder público tenha um olhar mais atento para o população, em especial para os moradores da Zona Rural.

Usando da palavra, Edirami Clementino (PSL) enfatizou a necessidade do fortalecimento do vínculo entre Poder Legislativo e Executivo, com o intuito de beneficiar a população. Em seguida, Enio Cordeiro (DEM) assumiu a tribuna e enfatizou que é preciso ter coerência na conduta do mandato, além de primar pelo bem do povo cachoeirano. Júlio César (PSC) iniciou seu pronunciamento afirmando que seu papel é defender o povo, citando a situação de uma casa que recebeu um aviso de desapropriação.

Laelson (PSB) enfatizou a necessidade de convocar a Votorantim para prestar esclarecimentos acerca da Barragem, além de destacar as funções da Casa Legislativa, reiterando seu compromisso com a população. Leonardo Boaventura (PSDB) parabenizou o prefeito pelas ações executadas no município no ano de 2018. "Cachoeira se transformou num canteiro de obras", destacou Leo.

O vereador Pedro Gomes (PSL) afirmou que a busca pelo bem comum é o objetivo primordial para estabelecer um diálogo entre poder legislativo e executivo. Não obstante, Pedro enfatizou que "vereador não tem que estar à disposição do executivo". Wendel Chaves (PP), por sua vez, destacou que Cachoeira tem um prefeito atuante, além de enfatizar que o secretariado é solícito e dá todo apoio necessário.

O presidente da Câmara, vereador Josmar Barbosa (PRB), iniciou seu pronunciamento enfatizando que tem convicção de sua atuação enquanto legislador e que, apesar das limitações do cargo, tem buscado melhorias para o povo cachoeirano. Em tempo, destacou que os três poderes são independentes entre si, contudo, devem caminhar em harmonia, buscando o bem comum.

error while rendering plone.comments